Página inicial !
Carnaval Mapa do carnaval Diamantina Atrações Espaços Venda de Ingressos e AbadŠ Contato
 
Casa Para
Reservas
CONTATO:

  (11) 9 5556 - 5474
   (31) 9 9318 - 6848 
  

   
Diamantina
 

HISTÓRIA DE DIAMANTINA  

A descoberta da cidade de Diamantina se deu devido à extração de pedras pela Coroa de Portugal, em 1713. Com grande influência dos portugueses, a cidade tomou um formato e adquiriu um valor histórico, arquitetônico e cultural. Em 1938 recebeu o título de Patrimônio Histórico Nacional. A arquitetura colonial proveniente do século XVII e a arquitetura moderna de Oscar Niemeyer no século XX formaram um acervo de grande beleza. Esse destaque arquitetônico associado a movimentos culturais de relevância foram motivos suficientes para a cidade receber o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, em 1999. (IPHAN, 1999)
 
O Patrimônio Cultural Nacional é um título concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e com isso, há o tombamento de bens culturais, ou seja, a sua preservação, não podendo sofrer grandes alterações. Há também com o mesmo intuito, o título de Patrimônio Cultural da Humanidade concedido pela Organização para Educação, Ciência e Cultura das Nações Unidas (UNESCO), porém o reconhecimento é no âmbito mundial. (IPHAN, 2011)
 
A área tombada em Diamantina se encontra na região central da cidade, incluindo a Rua da Glória onde foi construído, em 1953, o prédio da Faculdade de Odontologia de Diamantina (FAOD), projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e, mais acima, o prédio da Fábrica de Tortas. (FERNANDES; CONCEIÇÃO, 2005)
 
A cidade foi crescendo e juntamente com isso, a faculdade foi se estendendo. Mais prédios, uma Praça de Esportes e o Centro JK foram construídos, de modo a chegar bem próximo ao prédio da Fábrica de Tortas, que já não estava mais em funcionamento. Em 2002, após a aprovação de novos cursos, a expansão da faculdade foi perceptível. (FERNANDES; CONCEIÇÃO, 2005) Segundo o pesquisador Wander Conceição, nessa época, a faculdade fez um contrato de comodato com a Prefeitura de Diamantina para utilização do prédio da antiga Fábrica de Tortas. Além disso, deu-se o início da construção do Campus JK, na BR 367. (em comunicação oral)
 
Em 2005, a Faculdade se transformou em Universidade, denominada Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Com isso, a Reitoria foi instalada no prédio da antiga Fábrica de Tortas, tendo Mireile São Geraldo dos Santos Souza como Reitora. (FERNANDES; CONCEIÇÃO, 2005)
 
 
COMO CHEGAR A DIAMANTINA
 
Saindo de Belo Horizonte a melhor opção é a BR 040 (sentido Brasília), passando por Sete Lagoas e Paraopeba. Após esta última cidade, aproximadamente uns 40 quilômetros, entrar no trevo para Curvelo e pegar a BR 135. Depois de Curvelo a viagem prossegue pela    BR 259 até Diamantina.
 
Para quem sai de São Paulo o caminho mais prático é pela BR 381 (Rodovia Fernão Dias) até Belo Horizonte e de lá para Diamantina.
 
Do Rio de Janeiro seguir pela BR 040 até Belo Horizonte e então para Diamantina.
 
Saindo do Espírito Santo ou do leste de Minas é por Governador Valadares. Na BR 116, sentido Teófilo Otoni, a 5 quilômetros de Governador Valadares, existe um trevo para Santa Efigênia da Piedade (BR 259). Desta cidade o trajeto é por terra (uns 12 quilômetros) até Divinolândia de Minas. A viagem volta para o asfalto, seguindo por Virginópolis, Guanhães, Sabinópolis, Serro e chegando finalmente a Diamantina. Do Serro à Diamantina existem duas estradas, uma de terra (passando por Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras) e outra asfaltada (passando por Datas).
 
De Goiás e do Distrito Federal devem seguir pela BR 040 até a altura de Felixlândia (MG) e daí para Curvelo e Diamantina (BR 259).
 
Para quem sai de Salvador, deve seguir pela BR 324 até Feira de Santana. Após esta cidade, seguir a BR 116, passando por Vitória da Conquista até a altura de Itaobim, já em MG. Depois seguir pela BR 367, passando por Araçuai, chegando em Diamantina.
 
 
 
Parceiros


Facebook

Telefones para contato
 
(31) 9 9318 - 6848 Vivo/WhatsApp (11) 9 5556 - 5474 Vivo/WhatsApp